sexta-feira, 30 de março de 2012

Foto do Dia - Preços Relativos

Ontem, em Gelsenkirchen, jogaram o local Schalke 04 e o Athletic Bilbao, primeira perna das quartas-de-final da Liga Europa. O jogo de volta é semana que vem, em Bilbao, e a torcida do Schalke protestou contra os preços das entradas:


90 euros são mais ou menos R$ 220, ao câmbio de hoje. Para os jogos do Corinthians na primeira fase da Libertadores deste ano foram vendidos ingressos entre R$ 50 ("bilhete popular", para arquibancada e tobogã do Pacaembu) e R$ 500, sendo que o segundo setor mais barato já custava R$ 200. Escolha sua explicação:

1. A torcida do Corinthians é mais rica que a do Schalke. Ou, refinando: o Corinthians consegue ter parte da torcida com renda alta o bastante para encher o estádio mesmo a esses preços - seja porque de fato são mais ricos (e o ingresso compromete menos renda que para os alemães) ou porque estão dispostos a pagar mais por esse tipo de entretenimento.

2. Nem todo mundo paga o preço cheio do ingresso, seja por algum "esquema" ou porque as torcidas organizadas e o clube subsidiam parte do público.

3. O "homem cordial brasileiro" não reclama de preços que soariam como abusivos em outros lugares.

4. O real está supervalorizado e tudo vai se ajustar quando voltar à razão 3:1 contra o euro.

5. O escriba é uma besta e não está levando em conta que o cara que vai pagar 90 euros no ingresso ainda tem que somar todo o prejuízo de despencar 1500km de Gelsenkirchen até Bilbao.

Explicações mais criativas são benvindas nos comentários.

14 comentários:

Daniel Carneiro disse...

6. Explicação:

Se trouxermos a valor presente todo o benefício de participar da 1º fase da libertadores para um corinthiano, descontado pelo custo de oportunidade do dispêndio no paulistinha (já tradicional a conquista para os crorinthianos), precificamos um valor alto mesmo do ingresso da libertadores para os corinthianos, somente na 1º fase...

Drunkeynesian disse...

Devia ter previsto que as piadinhas com meu time não iam demorar pra aparecer... Mas estou tranquilo, como este ano o mundo acaba, a Libertadores é nossa.

Dawran Numida disse...

Hipótese 2: há algum tipo de subsídio para a torcida que lota estádios.

Os demais, que podem pagar ou poderiam, ou recebem algum desconto, ou recebem desconto do intermediário, ou do cambista.

Só os 70 mil santistas, lotam o Pacaembu na Libertadores pagando ingressos...hehehehe...

Pegar o Barcelona de no novo não tem preço!!!

Desculpe pela absoluta falta comentários sobre preços relativos.
Pode ser mais preços reativos.

Delfim Bisnetto disse...

Não sei se o Corinthians tá com essa bola toda não.

Pelo Fiel Torcedor o tobogã estava R$30... Imagino que os outros setores também estejam mais baratos por aí.

Tem o "subsídio" às torcidas, que você mencionou, portanto boa parte da arquibancada paga bem menos também.

E as numeradas cobertas não estavam nem perto de cheias contra o Cruz Azul.

R$ 1890000 de renda / 30.000 pagantes = R$ 63 o ingresso médio. Que não é barato, mas está bem longe de 90 euros.

Drunkeynesian disse...

Bem lembrada a conta do ingresso médio.

Esses preços que eu mencionei foram da venda pra sócio-torcedor... não sei se tinha mais algum desconto.

disse...

Mas pelo menos, nossos estádios são seguros, com instalações de primeira, banheiros sempre limpos, cadeiras confortáveis e acesso fácil!

Anônimo disse...

Entre outras coisas, existe um choque entre a forma como o clube lida com a torcida na Alemanha e no Brasil.

Na Alemanha as torcidas têm uma força política maior (e mais popular), pressionando pra que os ingressos sejam relativamente mais baratos, ainda que o 'equilíbrio de mercado' fosse com preços maiores. Enfim, a relação do clube com o sujeito que vai no estádio não é uma relação pura entre vendedor-comprador.

No Brasil, a arrecadação do clube é prioridade, e ela define os preços. Como a torcida não tem foros adequados (em tese, o Conselho Deliberativo do clube) nem organização pra questionar, já que as torcidas organizadas são cooptadas pelos clubes, se é possível aumentar preços e arrecadar mais, isso é feito, independente de prejudicar o torcedor mais fiel.

Quem ganha ingresso não se importa, quem pode pagar dá de ombros, quem não pode fica puto e vai ver o jogo no bar, se acalmando no primeiro gol do time.


Ou não.

Anônimo disse...

http://globoesporte.globo.com/platb/europa-via-maranhao/2012/02/10/alemanha-bate-recorde-de-publico-com-ingresso-em-conta-e-torneio-equilibrado/

Drunkeynesian disse...

Ingresso médio a R$ 50 e...

"Estádios modernos, muitos construídos ou reformados para a Copa do Mundo de 2006, e segurança também ajudam a explicar o fenômeno. Além disso, quase todos são bem servidos por transporte público, mesmo que a estação esteja a 20 minutos de caminhada, como no caso da Allianz Arena, em Munique, local da final da Liga dos Campeões deste ano."

Quase igual ao Brasil.

Lucas Iten Teixeira disse...

Sou são-paulino, mas vou tecer comentários estritamente econômicos.

O corinthians tem torcida maior que a do Schalke 04 e "possui" um estádio menor (o Pacaembu tem 35 mil lugares, é isso?). Portanto a demanda é alta e a oferta limitada, que nem a gasolina em SP qdo houve greve na distribuição de combustível. Logo, preços aumentam.

Tem ainda o fator da meia entrada e dos cambistas. O SPFC está com um projeto de eliminar as bilheterias até o início de 2013 para diminuir esse tipo de perda.

Drunkeynesian disse...

Boa Lucas... eu tinha esquecido de mencionar a obscura lei de oferta e demanda :)

Dawran Numida disse...

Bem, tem também "a metodologia turba pula catraca". Chega a turba, pula a catraca e pega os melhores lugares na arquibancada.

Não sei como fazem as estatísticas de renda para incorporar tais fatores: renda x público.

E há também torcidas ou parte delas que viaja/m no avião da delegação, com tudo pago, até hotel.

Tirando tudo isso e incluindo a piada sobre acesso e banheiros excelentes, o preço médio vai mesmo para as cucuias.

E quem provê renda aos clubes é a TV.
Já tem clube gastando a verba de TV para pagar dívidas de anos atrás.
Outros, para pagar indenizações atrasadas etc.

O melhor futebol do mundo vai ter Copa em 2014.

Todos os santos devem já estar mobilizados.

bernardo disse...

telesexo aqui também é muito mais custoso (eu falei custoso) graças a péssima qualidade de nossas operadoras, as de telefonia e as de prazer.

Drunkeynesian disse...

Hahahaha, não conheço esse mercado...