segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

1 ano de Abenomics

Há pouco mais de um ano, num domingo, milhares de corinthianos em Tóquio (este escriba entre eles) se preparavam para tomar um trem para Yokohama, ver seu time bater o Chelsea e conquistar o Mundial de Clubes. O outro campeão no Japão naquele dia foi Shinzo Abe, eleito novamente primeiro ministro do país com a promessa de tirar o país da estagnação que prevalece desde o estouro das bolhas de ações e imobiliária, em 1990. Na semana seguinte, o índice Nikkei 225 subiu 2%, começando uma impressionante escalada de (até agora) mais de 60%.
O resto do texto está no Estadão.

3 comentários:

Delfim Bisnetto disse...

O link para o Estadão não funciona!

Drunkeynesian disse...

Arrumado, muito obrigado!

Anônimo disse...

A partir da quarta linha legal o post...
Lamentável a apologia a esse fanatismo por futbol, principlamente por ser alguém que estuda desenvolvimento e deve saber o custo do fanatismo, especialmente no brasil atualmente.