quarta-feira, 11 de abril de 2018

Brazil 2018 Presidential Elections – Potential Candidates

Desculpas aos leitores habituais em Português, mas vou usar este espaço para ir divulgando algumas partes de um projeto que desenvolvi em Inglês e acabou não virando. Espero que também aproveitem!

Brazil's 2018 general elections take place next October. During the lead-up to the voting day, I'll be posting information and analyses that may be useful for foreign investors or anyone interested in this major event. This is the first part: an extensive (but not exhaustive) list of the main potential presidential candidates – official candidacy registration starts only in July; so far we have many so-called self-declared "pre-candidates" and especulation about some names.

2 comentários:

Henrique disse...

Drunk,
Entendo que seu público é de investidores, então conta mais no political compass a instância econômica que de costumes. Nevertheless, há influências de um sobre o outro. Discordo de algumas das classificações e, respeitosamente, as fundamento bem brevemente abaixo:
O Alckmin pode ser center, mas o PSDB definitivamente virou center-right. Olha o que os caras defendem no Congresso... Pauta ambiental é um de inúmeros exemplos.
Bolsonaro - right, PSL virou right.
Flávio Rocha não tem nada de center, completamente right também, na eco e nos costumes. O cara quer menos estado, menos programas sociais e mais família e igreja.
Afif - PSD é center right. O que o PSD fez de esquerda? Na dúvida, ele pende pra direita.
PT - Center-left. Governo Lula foi mais representativo do PT que governo Dilma. Vc acha realmente que o Flávio Rocha tá mais perto do centro que o PT?
João Amoedo - right. O cara sequer acha que desigualdade é um problema grave.
Rede - center, né? Liberalização da economia, independência de banco central, intervenção para corrigir externalidades e atenuar desigualdades. Não classificar é não dar informação, o que aumenta o risco. Assessorada por Lisbôa e Gianetti, pô! Se vc não vai classificar alguém, sugiro que seja o MDB!
PSC - No mínimo center-right. NA economia e nos costumes.
DEM - No mínimo center-right: ampla agenda liberalizante, limitante de governo, já falou até que o Bolsa Família é uma armadilha! Center em qual dimensão?
Esses partidos fisiológicos foram muito bem sucedidos na narrativa que são centrão. Esse centrão não é ideológico, é apenas que estão à venda para a direita e para a esquerda. COm base nessa ilusão, alguém como o Maia pode ser classificado de Centro, pois é o porta-voz do grupo...

Anônimo disse...

Ah, o Boulos não é apenas Philosophy BA, mas também Psychiatry MSc.
Haddad é lawyer, Economics MSc e Philosophy PhD. Essa formação ampla é informativa, né?
Marina também foi Union Leader.
Abraço e valeu pelo resumo.